O que é ser mãe para você? (3)

Finalizando, o que mais elas acham do que é ser mãe…

Outras meninas, ou melhor, outras mães já disseram aqui e aqui.

1_Primary_logo_on_transparent_75x100 Lidiane (mãe do Pedro de 6 anos e do Miguel de 3)1_Primary_logo_on_transparent_75x100

É os olhos ficarem marejados só de olhar para eles;

É sentir o amor crescer a cada dia;

É ver o amor de Deus para conosco através deles;

É querer melhorar a cada dia para dar o melhor de si para eles;

É acordar pensando neles e dormir pensando neles;

É se sentir o porto seguro para eles, quando eles correm para seus braços;

É sentir aquele amor mais puro, quando escuta um “Mamãe eu te amo”, sem nada em troca;

É escutar um “Você é linda”, mesmo quando é um dia normal;

Eu podia ficar horas, dias, meses e anos escrevendo do meu amor para com eles.

Escrever isso me fez pensar mais uma vez de como pode Deus nos amar tanto, mais que esse amor que sentimos para com os nossos filhos. Pensei nesses dois versículos:

“Haverá mãe que possa esquecer seu bebê que ainda mamãe não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa esquecê-lo, eu não me esquecerei de você!” Is.49:15

” Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” Jo. 3:16

1_Primary_logo_on_transparent_75x100 Polly (mãe do Lucas de 4 anos e da Lara de 2 meses)1_Primary_logo_on_transparent_75x100

Ser mãe me leva mais para perto de Deus e me faz ser mais parecida com Jesus. Muita pretensão ? Acho que não. Foi nessa missão que aprendi a servir sem troca, a ser generosa, e amar sem medo. É ter o privilégio de hospedar anjos em casa.
É sendo mãe que descubro todos os dias quem eu sou… eu mudei , e mudo constantemente exercendo essa missão. Sou uma mulher muito melhor cada dia que passa. Eles me ensinam o que é amar ao próximo da forma mais pratica possível.
Ser mãe é ter o amor sempre no colo com o sorriso frouxo e um olhar carinhoso.
De tudo que sou o que eu mais amo é ser mãe!

1_Primary_logo_on_transparent_75x100 Paula (mãe do Artur de 13 anos, da Olívia de 9 e da Isadora de 6)1_Primary_logo_on_transparent_75x100

Ser mãe para mim é difícil colocar em palavras. Mas tentando colocar, acho que é ter o coração batendo fora do peito. É poder desfrutar da minha identidade, da minha natureza, do meu amor. Ser mãe para mim é me alegrar em cada acontecimento e cada evolução dos meus filhos. É sentir um amor genuíno mesmo quando não estamos nos nossos melhores momentos. É poder me emocionar cada vez que escuto a palavra mãe, e no meu caso que tenho 3 filhos em tonalidades e maneiras diferentes. É poder desfrutar do melhor sentimento que há em mim. Vivo a maternidade como um valioso presente e procuro aproveitar cada momento, sentimento ou situação, mesmo que a mais difícil, da melhor maneira possível. Vejo nos meus filhos a representação do amor de Deus por mim!

1_Primary_logo_on_transparent_75x100 Wellen (mãe do João de 15 anos, Rafaela de 13, Miguel de 5 e do Mateus de 3) 1_Primary_logo_on_transparent_75x100

Ser mãe é vivenciar o inexplicável !!!
É pedir o  silêncio e dois minutos depois se incomodar com ele …
É querer jogar a toalha e dois minutos depois  pendurá-la …
É querer a casa arrumada e dois minutos depois adorar colocar tudo no lugar …
É se  orgulhar com as pequenas conquistas
É começar o dia com o melhor do que Deus pode nos oferecer …
Ser mãe é descobrir que o amor não se divide e sim se multiplica .
Ser mãe é buscar a Deus diariamente para ser exatamente a mãe que Ele deseja que sejamos .
Amo ser mãe do meu quarteto fantástico. Por eles e para eles buscando sempre ser melhor.

O que é ser mãe para você? (2)

Continuando a comemoração do mês das mães. mais duas mães compartilharam o que é ser mãe para elas. E como disse aqui, elas me fizeram rir e me emocionaram.

1_Primary_logo_on_transparent_75x100Sarah (mãe da Rafaela de 1 ano e 2 meses)1_Primary_logo_on_transparent_75x100

Nunca havia sonhado em ser mãe, mesmo amando crianças. Para minha surpresa, Deus me concedeu ficar grávida da Rafa e tem sido uma experiência e tanto. Não posso dizer que é super legal o tempo todo pois já “surtei” algumas vezes. O estresse e o cansaço, somado com o dia a dia e noites mal dormidas (até uns meses atrás), contribuíam pra isso. Ser mãe é ser missionária. Creio em Deus e lemos a Bíblia para a Rafa e com ela desde o primeiro mês de vida.  Mas não basta só lermos, orarmos juntos e cantarmos louvores. Ser missionária é ser muito mais. É dar exemplo de uma vida com Deus e pra Deus. E nem sempre consigo isso.  Minha oração desde que a Rafa nasceu é que ela cresça e creia no Deus maravilhoso e na Sua palavra.

Ser mãe é abdicar de muita coisa em prol dela mas também é ser inovadora: é ser professora, médica, psicóloga, enfermeira, cozinheira, amiga, inventar historinhas no carro pra ela parar de berrar, inventar músicas com o nome dela pra que ela coma tudo no almoço, cantar todas as musiquinhas que ela já conhece e gosta na hora do banho, na hora de arrumar os brinquedos, na hora de se arrumar. É vibrar com cada descoberta e cada desenvolvimento novo. Parei de trabalhar fora para ficar com a Rafa em casa e tem sido muito mais cansativo do que eu imaginava. Mas ao mesmo tempo, é gratificante, divertido e eu sei que não me arrependerei disso nunca pois consegui estar presente em todos os momentos desse primeiro ano, graças a Deus.

Mesmo cansada temos a disposição pra cuidar dos nossos filhos, e mesmo quando achamos que não temos mais forças, surge uma força de dentro (que pra mim vem de Deus que me sustenta o tempo todo) e somos capazes de vencer mais um dia.

1_Primary_logo_on_transparent_75x100Loide (mãe da Rebeca de 28 anos, da Carolina de 25 e do André de 24) 1_Primary_logo_on_transparent_75x100

Acredito que não dá para ter uma resposta estática, já que aprendi que ser mãe é um movimento, algo diferente em cada momento.

Aos 21 anos quando tive minha primeira filha, acreditava que “ser mãe” era amamentar, conseguir dar o primeiro banho e cuidar do umbigo.

Mais tarde, pensei que “ser mãe” era ler histórias, levar na praça, ensinar a andar de bicicleta, cuidar dos arranhões com água e sabão, com aquele beijinho “sara tudo”…

Em outro momento, “ser mãe” parecia ser alguém que busca coragem para deixa-los na escola e saber que ” aquilo seria bom para eles”, apesar da separação.

Tem ainda o momento “ser mãetorista”? Inglês, natação, futebol, tênis, casa de amigo, academia….Acho que até deixar de ser palmeirense e virar corintiana faz parte deste momento de “ser mãe”.

Depois a ideia de “ser mãe” mudou para ser aquela que aconselha e ajuda a escolher as melhores amizades. Que dizer então do momento de “ser mãe” quando eles começam a namorar? Que sensação! Muitos conselhos, muita oração.

Desde o ventre sempre acreditei que orar é a base para todos os momentos de “ser mãe”

Em seguida, “ser mãe” me pareceu ser aquela que prepara o filho para uma nova jornada, para uma nova família. Um misto de alegria, perda e de missão quase cumprida. Quase? Sim… sempre serão nossos filhos! Talvez esta seja a definição de “ser mãe” deste momento: saber nunca “ser ex mãe”

Hoje, “ser mãe” pra mim é me esforçar em deixar para a próxima geração uma fé inabalável! Hoje mais do que nunca “ser mãe” é orar para que permaneçam nos caminhos do Senhor. Orar é a principal ação do “ser mãe”. Há tempo para tudo! Tempo de cuidar, tempo de brincar, tempo de ensinar, tempo de aconselhar, tempo de deixar ir… mas sempre é tempo de orar.

E o futuro? O que posso esperar do “ser mãe”? O que eu espero com todo o amor do meu coração, é poder olhar para cada um deles, e antes de fechar meus olhos para esta vida, poder dizer com a mais firme convicção: Nos vemos no céu…creio que neste momento poderei pensar… “fui mãe”!

O que é ser mãe para você?

Mês das mães chegou e fiz a pergunta do título para algumas mães com as quais convivo, de perto ou de longe, mas que de alguma forma eu admiro.

Sem exceção, todas as respostas me fizeram sorrir e me emocionaram.

Não publicarei todas as respostas de uma vez, essa é a primeira delas.

1_Primary_logo_on_transparent_75x100 Patricia Yong (mãe do Guilherme de 6 anos e Felipe de 4)1_Primary_logo_on_transparent_75x100

Para mim é a realização do maior sonho. Não tive muitas inseguranças com um RN. A insegurança veio quando percebi que ser mãe ia muito além de cuidar e amar um bebê. Veio quando percebi que também precisava educar, passar valores, disciplinar, relevar coisas que quando eu via acontecer com outras mães, achava inadmissível. Hoje eu defino a maternidade como uma CONFUSÃO de sentimentos! O amor incondicional prevalece, mas junto dele vem irritação, canseira, impaciência, medo, impotência e tantos outros. Com eles vou aprendendo a desenvolver o maior dom que Deus me deu, o de ser mãe. Mas o que Deus mais tem me ensinado é depender é confiar nEle. Saber que o meu amor por meus filhos é pequeno perto do amor dEle por eles, e saber que com tantas inseguranças e imperfeições, Ele me escolheu desde a eternidade para ser a mãe do Guilherme e do Felipe. E se Ele confiou em mim, Ele vai me capacitar em todas as inseguranças que ainda virão. E hoje, mesmo diante de tantos sentimentos confusos, consigo sonhar com o terceiro filho, mesmo não planejando a chegada dele.

1_Primary_logo_on_transparent_75x100 Alzira (mãe da Gabriela de 11 anos e Fernanda de 9)1_Primary_logo_on_transparent_75x100

Ser mãe é sair correndo pelo meio da rua para não perder a apresentação da sua filha, só para não decepcioná-la.

Ser mãe é a difícil tarefa de corrigir em todo o momento, e nunca desistir!

Ser mãe é clamar pela proteção dos seus filhos, porque sabemos que só Deus pode guardá-los!

Ser mãe é passar horas no PS!

Ser mãe é o meu maior desafio, e o mais difícil também, é ser firme e doce na medida certa, mas às vezes erramos!

Ser mãe é ter a dependência do Altíssimo diariamente!

Ser mãe é dar o melhor de mim por elas!

Ser mãe é a minha maior realização!

1_Primary_logo_on_transparent_75x100 Veronica (mãe da Manuela de 10 anos, Guilherme de 7 e Mariana de 5)1_Primary_logo_on_transparent_75x100            

Ser mãe é uma dádiva de Deus, a missão mais desafiadora e mais difícil que já recebi . É uma mistura de felicidade e medo de errar , é se tornar uma pessoa melhor e menos egoista todos os dias , é voltar a ser criança, é reviver momentos especiais na vida de seus filhos.

1_Primary_logo_on_transparent_75x100 Bernadete (mãe da Débora de 27 anos, Daniele de 26 e Raquel de 20.) Recentemente ganhei mais 2 filhos, o Diogenes (marido da  Débora) e o Nelson (marido da Dani)  )1_Primary_logo_on_transparent_75x100       

Ser mãe é  a coisa mais simples e mais complexa que já me aconteceu.

Por ser mãe, já dei as risadas mais gostosas e derramei as lágrimas mais profundas.

Já me senti a própria mulher maravilha por ser mãe, e já me senti o maior fracasso.

Passei de poderosa a impotente algumas vezes.

Já “tirei de letra”  muitas vezes é em outras não soube o que fazer.

Já dei conselhos sábios e já ensinei tolices.

Muitas vezes justa e muitas, incoerente.

Por ser mãe, dei os abraços mais fortes e intensos, e já travei as lutas mais pesadas.

Falei palavras doces, mas também proferi algumas que não deveria.

Aplaudi e reprovei muitas vezes.

Me orgulhei das muitas  atitudes e de outras me arrependi .

Uma caminhada de oração e clamor!

O que sempre foi igual, e de uma intensidade gigante, é o amor.

Amo demais e sei que elas me amam! Isto me basta para explicar o que é ser mãe!