Por que o blog?

maquina escreverSempre gostei de escrever e inspirada por uma amiga que na época escrevia num blog, criei um e nele escrevia o que achava e pensava e sentia. Era o meu Livrinho, escrevia para mim mesma e um dia passei a compartilhar os textos no Facebook, foi quando comecei a ouvir comentários positivos sobre o que escrevia. E isso me fez super bem, ainda me faz até hoje. Com a gravidez da Fernanda, acabei ficando meio monotemática, como acontece com tantas mulheres, nessa época criei o Maternidade Plural, que depois passou a ter uma conta no Instagram. Naquele momento escolhi “plural” porque seria mãe de dois e porque tem muita coisa para falar sobre maternidade. Com o crescimento das crianças, a independência delas, fui retomando os temas que até então tinham sumido. Fui deixando de ser a mulher monotemática e ampliei meu repertório. Sempre penso em mudar o nome, porque já não falo mais só sobre maternidade, mas o “plural” continua fazendo sentido. Sou mãe, mas continuo sendo plural, embora a gente tenha uma fase tão singular e focada somente no filho, nos filhos, sem perceber que existe um mundo cheio de possibilidades ao nosso redor.

Sempre fico com a sensação de que parei de escrever, porque me limito ao Instagram. Tanto ao espaço físico dali, quanto ao tempo que ele me rouba rolando o feed e pulando entre stories. Ou pela criatividade que ele também me rouba por acelerar minha mente de uma forma que é zero positiva. Meu sonho é escrever um livro, para mim mesma, ebook ou físico. Os dois na verdade. Amo os livros, amo ler histórias de pessoas que se tornaram escritores depois de um tempo atuando em outros lugares, amo saber sobre a rotina de quem escreve, do processo de escrita e em todos os casos a escrita requer a prática. A própria criatividade é alimentada pelo exercício e pela constância.

Pensei muitas vezes em desistir desse espaço, mas há um apego emocional. A desistência seria talvez por uma comparação ridícula que eu me imponho em relação a pessoas mega bem sucedidas que navegam por esse mundo de redes sociais. A sensação de que para que escrever, se eu alcanço meia dúzia de pessoas? E isso tem uma causa né? A necessidade de ser aceita, de se autoafirmar, de fertilizar aquele orgulho que mora aqui dentro de mim. Durante esse tempo de pandemia, tenho estado muito mais perto de Deus, muuuuito mesmo e o que isso tem a ver com o papo? Tudo! Deus tem sempre a ver com qualquer papo. Quanto mais eu sei de Deus, mais meu autoconhecimento se aprimora e depois de pensar sobre o que estava por trás de “não escrever” aqui, vi que era essa raiz. Uma adoração a mim mesma e ao meu “incrível” (!) talento de escrever um texto qualquer.

Tenho em mim, sempre, uma vontade de fazer diferença na vida das pessoas. De verdade. Através do compartilhar das minhas experiências e, de alguma forma, quebrar o paradigma que existe sobre nós, os crentes e mais que isso, apresentar Deus a quem não O conhece de uma forma simples e real.

Entããããããão, não vou encerrar nada. Rs…Tudo bem se só uma pessoa ler, se uma única pessoa souber que eu sou crente e sou normal, se uma única pessoa disser que gostou. Tenho um espaço totalmente projetado para exercitar minha escrita, prontinho para escrever e publicar que é essa plataforma aqui. Aproveitarei esse espaço para voltar aos meus textos, a cultivar minha criatividade, esvaziar e organizar a mente. E exercitar a capacidade de não precisar de aprovação de outros, a vida não é medida em likes né? Nem em seguidores, nem em lives, nem em stories e nem em quantidade de textos postados em blogs. É tão mais que isso…as palavras têm um poder incrível de nos transportar a lugares, de alcançar o sentimento de quem não conhecemos, de acalmar nossos anseios e extravazar aquilo que não cabe em nós. E isso, desde sempre, desde que éramos só cartas e que nosso objetivo era alcançar um unico destinatário e isso nos satisfazia.

Tanta coisa essa quarentena me mostrou…acho que voltei pra cá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s