Viagem sem filhos

Lembram desse post aqui contando que eu tinha ficado um tempo longe das crianças? E que havia a possibilidade de eu fazer uma nova viagem? Pois é! Eu fiz, como alguns já devem saber. Eu e Diego passamos 10 dias fora, Diego correu a maratona de Boston em Abril e teve a ideia de eu ir junto e passarmos uns dias lá. Cogitamos levar as crianças, mas pela grana e por questões de vamos-tentar-aproveitar-sozinhos decidimos deixá-las com a minha sogra.

Toda a preparação foi mais difícil para mim do que a viagem em si, sabia? Antes, me vi chorando algumas vezes em pensar em deixá-los por tanto tempo. Foram 11 dias. Na véspera, quando minha sogra veio buscá-los eu também chorei, na sala de embarque quando falei com eles por vídeo fiquei com a sensação de que estavam tristes e isso me apertou um pouco o coração. Mas foi o único momento em que senti isso durante toda a viagem. Em todas as outras vezes que nos falávamos, eles estavam bem, cheio de novidades e em algumas ocasiões meio impacientes de ter que ficar fazendo vídeo, conversando conosco.

Pensei neles todos os dias, em quase tudo o que fazíamos, comentávamos sobre eles, imitávamos o jeitinho deles, o que eles falariam, do que reclamariam. Mas sendo bem sincera, não sofri nenhum dia, não chorei nenhum dia. Para não parecer tão “má-mãe”, 2 dias antes de voltar fiquei com a sensação de que poderíamos ter voltado naquele sábado e não somente na 2a feira. Para que pudéssemos passar o fim de semana com eles e não chegar do aeroporto e ir direto ao trabalho.

Primeiro aprendizado foi que viajar sem filhos é ter uma motivação maravilhosa para querer voltar. Não deu deprê total de voltar porque estava louca para encontrá-los. Eles sentiram nossa falta, no dia que nos reencontramos a Fernanda não saiu do meu colo. Jantamos com ela sentada na minha perna, porque não queria sair. Davi passou alguns dias não querendo “nos perder de vista”, se ia ao banheiro precisava dizer onde estava. Porque ele já ficava me procurando. Certamente consequências dos dias longe dos pais, mas por outro lado seria muito estranho se eles não se importassem – daí sim teria reais motivos para me preocupar. Mas, o grude de ambos passou. Fernanda de boas longe de mim e Davi acabou de passar 4 dias num acampamento me dizendo que não queria que acabasse. Passou!

Nunca achei que eu fosse conseguir fazer isso, somos meio colados, sou meio super protetora no sentido de achar que só eu sei fazer as coisas. No fundo eu sou a que mais sei deles mesmo e que faço melhor (rs), maaaas existe muita gente que também sabe e que pode me ajudar e proporcionar experiências diferentes e agregadoras para eles também.

Esses dias foram um ótimo treino, quase tudo vai ser mais fácil que isso. Esse acampamento, por exemplo, estava aqui do lado. Qualquer coisa eu rapidamente seria capaz de encontrar o Davi, diferente dessa viagem onde foram muitos dias e a umas 10 horas de avião daqui. Duas amigas me disseram que embora muito felizes, estavam com uma saudade doída dos filhos enquanto estavam neste mesmo acampamento. Senti saudade óbvio, ficava ansiosa em ver as fotos, mas não me doeu. Zero doeu. Curti a facilidade de ter que cuidar somente de uma. E o que mais me alegrou é que não me senti culpada em estar bem, o que fatalmente aconteceria há pouco tempo. Até ano passado, a possibilidade de ver o Davi nesse acampamento me “angustiava”, pelo tempo longe….

Existe, novamente, a possibilidade de outra viagem esse ano. Por muito menos tempo, menos da metade na verdade, mas não daria para levar as crianças. Frio na barriga de novo, mas agora sei que é possível. Sei que é possível eu me divertir com leveza mesmo longe dos maiores amores da minha vida. E o maior exercício disso tudo, para mim, é a dependência de Deus, saber que é Ele quem cuida e protege e não eu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s