10 dicas para quem me cerca

Lendo um texto que anda circulando na internet e conversando com uma amiga grávida pela primeira vez e que tem muito menos paciência que eu, pensei em dar umas dicas para o mundo que me cerca….

◊ A minha barriga é baixa, desde sempre, desde que ela começou a aparecer, desde o Davi,  logo o bebê não está para nascer. Sou a prova viva de que barriga baixa não significa proximidade do nascimento.

◊ Minha barriga está grande, é o segundo e, portanto, ela cresceu mais que na primeira vez. Essa é uma teoria que pelo menos comigo se comprovou. Mas ainda assim, não está quase, ainda faltam no mínimo, 6 semanas.

(A próxima vez que me perguntarem, ou melhor, afirmarem “Tá quase, né?” vou fingir que estou entrando em trabalho de parto e o bebê está nascendo independentemente de onde eu esteja. Me deram essa ideia no chá de bebê da Fernanda e eu achei válida.)

◊ Não há problemas em tentar parto normal mesmo o primeiro tendo sido cesárea.

◊ Não, o quartinho não está pronto.

◊ O nome dela é simples mesmo, Fernanda. Nenhum motivo científico, astrológico, lógico para escolha do nome. Simplesmente acho bonito.

◊ Não sei como vou fazer depois, se vou precisar de uma pessoa diariamente para me ajudar, nem como vou fazer para buscar o Davi na escola, nem várias outras coisas. Conforme elas forem acontecendo, vou definindo a solução.

◊ Vou tentar ao máximo não aceitar o doce que você está me oferecendo. Engordei pouco até agora e o objetivo é exatamente esse. Não, eu não estava ótima na primeira. Estava super inchada e engordei 20 kilos e isso nunca deixará uma pessoa ótima.

◊ O Davi não “vai ter que cuidar da irmãzinha dele”, não “vai ter que dar o exemplo”. Ele é só irmão mais velho dela. E ele só terá 3 anos quando ela nascer. Ele não está com ciúmes e não faço a menor ideia como será.

◊ Se você não tiver nenhuma intimidade comigo, por favor, não precisa fazer carinho na minha barriga.

◊ Para mim seria “Que máximo!” mesmo se fossem dois meninos, amo ter um menino, esse era o meu desejo. Estou bem feliz agora de ter uma menina, mas nunca foi meu sonho e para mim se realizar como mãe não tem nada a ver com o sexo do bebê. Se eu parar por aqui, não tem nenhuma relação com o fato de que “que agora terei um casal”.

Se fizer algum dos comentários acima, eu responderei educadamente, talvez nem me irrite taaanto dependendo de quem você seja. Na maioria das vezes tenho um bom filtro entre o que eu penso e o que eu falo, ainda bem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s