Deu positivo!

IMG_2939

Descoberta da Fernanda

Achando que iria demorar para engravidar da segunda vez, acalmei um pouco meus ânimos, e acho que posso colaborar para a estatística de que a ansiedade atrapalha um pouco nessa tentativa de engravidar.

No primeiro mês, tudo normal: não estava grávida. No segundo mês, todos os sintomas de que não estava grávida: cólicas como de costume. Os dias foram passando, passando e nada acontecia. Até que foi ficando atrasado e decidi fazer um exame de farmácia, que deu negativo. Beleza, não estava grávida ainda. Os dias continuaram passando e o “nada” continuava rolando.

Na época, eu tinha que fazer uns exames de sangue pedidos pelo dermatologista e na hora em que estava no laboratório, pedi um exame de sangue, daí seria certeiro. E assim fiz. A página do laboratório já ficou aberto no meu computador, atualizava de hora em hora, de meia em meia hora, sei lá. Era janeiro, estava de férias e dois dias depois iríamos para Disney encontrar minha irmã e meu pai.

Até que apareceu no site que estava liberado o meu resultado e confirmei o que estava suspeitando. Eu realmente estava grávida. Fui correndo na farmácia, fiz outro teste e apareceram as duas listrinhas. Nem sei para que eu fiz o de farmácia, se eu já tinha o de sangue, acho que ele é mais emocionante. Um mix de sentimentos tomou conta de mim, eu ficava rindo sozinha, agradeci a Deus, chorei, fiquei com a minha cabeça viajando e a minha sorte é que já tinha arrumado 90% das malas para a nossa viagem, porque depois que soube da notícia, guardava uma roupa na mala e ficava por uma hora jogada na cama pensando.

Minha vontade era sair ligando para todo mundo, mas o primeiro a saber deveria ser o Diego, óbvio. Queria contar pessoalmente e o esperei chegar do trabalho para contar. Quando chegou ele perguntou se estava tudo bem com os exames de sangue eu tinha feito, os do dermato, e já comecei a rir antes de dizer qualquer coisa. Falei que tinha feito outros exames também e rindo. A primeira coisa que ele disse foi: “Sério ou tá de sacanagem?” Dei a opção para ele comprovar ou pelo de farmácia ou pelo de sangue. E ele romanticamente me disse: “Não te falei que não ia demorar dessa vez.” Mas depois dessa frase rolou um abraço digno para a ocasião.

Só liguei para a minha médica para dizer que estava grávida, comunicar o resultado dos exames e pedir algum remédio caso precisasse na viagem.

E assim fizemos nossa primeira viagem juntos. Assim como o Davi, a Fernanda fez sua primeira viagem internacional ainda na barriga. Ele foi para Londres e ela para EUA.  Desde então, somos quatro e não mais três.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s